Serviço Especial - Barrinhas

O sistema de transporte aplicado em uma grande cidade, usualmente, tem várias configurações. Os decantados corredores expressos, por exemplo, cumprem bem a função de transportar grandes volumes de passageiros por longas distâncias.




No entanto, fica a questão: como atrair o cliente de maior poder financeiro e desestimular o uso do veículo particular em curtas distâncias?

A resposta que o Rio deu, por muito tempo, foi o micro seletivo. Serviços especiais como o Lagoa-Orla e o Rio-Orla cumpriram bem seu papel de oferecer uma opção um pouco melhor para deslocamentos na Zona Sul. Os Jacarés faziam o mesmo nas áreas mais abastadas de Jacarepaguá. 



Na Barra da Tijuca e Recreio, bairros folclorizados pela necessidade de se pegar o carro até para ir comprar pão, o micro seletivo também existiu. A SMTU criou os Barrinhas em 1988, pensando numa possível integração. Inicialmente havia Amigos Unidos, Real, Redentor e Tijuquinha, mas as duas últimas empresas assumiram todo o serviço com o tempo. 


As linhas Barrinhas

O Guia Rex de 93 mostra as linhas 704, 705 e 709, com o seguinte itinerário:

704 - Barra I
Barra Shopping > Av. das Américas > Alvorada > Sernambetiba > Jardim Oceânico > Ponte Velha > Barrinha > Av. das Américas > pista interna ao Casa Shopping > Barra Shopping.


705 - Barra II
Barra Shopping > Alvorada > Av. das Américas > Érico Veríssimo > Sernambetiba > Barra Shopping

709 - Barra III
Av. das Américas > Novo Leblon > Av. das Américas > retorno em Marapendi > Alvorada > Av. das Américas > Barra Shopping > Barra Sul.


Mudanças no serviço:


As linhas foram alteradas com o tempo. No fim dos anos 90, as Barrinhas eram uma opção consolidada e tinham os seguintes itinerários:


704 - Barra Shopping x Barrinha (Viação Redentor)
Av. das Américas > Via Parque > Novo Leblon > Sernambetiba > Jardim Oceânico > Barrinha > Av. das Américas



705 - Barra Shopping x Jardim Oceânico (Tijuquinha e Redentor)
Av. das Américas > Alvorada > Lagoa de Marapendi > Av. das Américas > Jardim Oceânico > Avenida Sernambetiba > Alvorada > Av. das Américas.

710 - Recreio x Jardim Oceânico (
Tijuquinha e Redentor)


Praia do Recreio > Gláucio Gil > Av. das Américas > Lagoa de Marapendi > Sernambetiba > Jardim Oceânico > Avenida das Américas > Via Parque > Avenida das Américas > Gláucio Gil > Praia do Recreio.



Após uma análise, podemos notar que a 704 e a 705 eram quase circulares abraçantes, enquanto a 710 seria a 705 esticada. A Tijuquinha chegou a operar a 705 Barra Sul, e em 2005, rodava a 710 Barra Sul. 


Apesar de um bem montado esquema de itinerários, que fugia aos três eixos consagrados pelas linhas da Barra (Américas x Ayrton Senna x Américas) e atendia a demandas bem específicas, os Barrinhas perderam relevância com o tempo. A Redentor reduziu a 704 a 1 Thunder e deixou a 710 com esparsos horários de manhã, enquanto a Tijuquinha acabou com a 705/710 Barra Sul.

A decadência da Operação


A diminuição dos serviços não passou desapercebida pelos moradores. Em reportagem realizada pelo Globo Barra, em 2006, afirmou-se que:

A falta de ônibus circular na Barra tem feito com que os moradores do bairro recorram a mais de uma condução para percorrer distâncias curtas.


- Para levar minha neta à escola ou ir à igreja, tenho que pegar dois ônibus para ir e dois para voltar. Fica muito caro para um percurso tão curto - reclama Solange Monteiro, moradora da Avenida Lúcio Costa.

O problema começou quando a empresa Tijuquinha suspendeu a linha circular 710 (Barra Sul-Jardim Oceânico), que percorria a Avenida das Américas. Atualmente, resta apenas o micro ônibus de número 705 (Alvorada-Sernambetiba), da mesma empresa, que passa apenas pela Avenida Lúcio Costa, na praia.

Cabe ressaltar que a revitalização efetiva das linhas circulares é discutida no Plano Estratégico e pela Associação de Moradores da Barra, como opção aos ônibus de condomínio. A inauguração das linhas Baixada/Barra também poderiam dar um gás extra aos Barrinhas, haja vista que não passam por áreas muito específicas da Barra. 

A 704 tinha carros padronizados na cor verde, facilitando o trabalho da fiscalização. Após alguns anos a Redentor passou a usar sua pintura normal nos micros da linha.

A 705 tinha Carolina das duas empresas e Senior GV da Redentor.
Os carros com a pintura laranja chegaram a fazer a 225 Afonso Pena. Em 1999 a linha tinha uma saída de manhã da Saens Peña.

A 710 era azul e tinha pintura parecida com o Rio-Orla. Antes de ser suprimida, rodou como Freguesia x Recreio, apenas com a Redentor.
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Principais Asuntos

barcas (2) brt (2) Caminhos (11) cidades (11) corredores (17) destaque (5) empresas (19) exportado (14) extinto (3) ferrovia (6) ferrovias (11) guanabara (1) iconeI (2) iconeII (2) ilhagrande (1) intermunicipais (47) Localidades (29) Malha (9) metro (2) mobilidade (20) municipais (12) municipios (11) noticias (13) onibus (64) perigo (1) ramais (1) regiões (12) rotas (31) rotas1 (31) seletivos (12) staff (7) Terminais (12) transbrasil (1) trens (11) vlt (1)

Total de visualizações de página


Somos movidos pelo interesse de explorar os meios, modos e regras que integram o sistema de mobilidade urbana no Estado do Rio de Janeiro. O avanço tecnológico tem trazido mais dinamismo nas cidades, fazendo com que a população evolua e acompanhe esse avanço.

Buscamos obter informações, matérias, históricos e projetos de mobilidade e transformação urbana, assim como a realização de visitas técnicas em empresas, concessionárias e instituições relacionadas à Mobilidade Urbana do RJ, cuja perspectiva é abordar temas mais diversos e estar inteirado no que há de vir nos serviços de transportes.


As Mais Lidas

Postagens Recentes